Mais de 80% dos jogadores do Brasil ganham menos de mil reais por mês


O imaginário popular leva muitas pessoas a pensar que a vida dos jogadores de futebol é quase sempre cercada por luxo, carros importados e altos salários. Talvez até seja por isso que a profissão é uma das mais cobiçadas e concorridas entre os jovens. Todos querem ser Neymar, mas a realidade da esmagadora maioria dos jogadores brasileiros está muito longe de qualquer ostentação ou luxo.
Prova disso é que um levantamento feito pela CBF mostrou que 82,40% dos 28.203 jogadores profissionais registrados do país ganham até mil reais de salário. Um total de 23.238 atletas. Outros 13,68% dos jogadores ganham até R$ 5 mil e menos de 5% têm a carteira de trabalho registrada com um salário acima de R$ 5 mil.
Se o futebol brasileiro tem alguns privilegiados que já ganharam o seu lugar ao sol, outros vários precisam se desdobrar no dia a dia para pagar as contas no final do mês. Muitas vezes o salário recebido nos times de futebol não é o suficiente.
Um exemplo no Espírito Santo é o atacante Marlon, que atualmente joga no Linhares, ganha pouco mais de mil reais e ainda precisa fazer alguns bicos com outros serviços para pagar as contas. “Já trabalhei como ajudante de pedreiro, agora eu também levo um dinheiro vendendo açaí com o meu irmão. Tem um disque-entrega e eu sou o motoboy”, explicou o jogador de 21 anos.
Mesmo com as dificuldades, desistir não é uma alternativa para Marlon. “Somos sonhadores, por isso continuamos tentando, mesmo com todas as dificuldades. Tenho o sonho de acertar a boa, conseguir acertar com um time grande e dar uma vida melhor para minha família. Todo jovem jogador tem esse sonho, disso a gente não desiste”, afirmou.
Com dez anos de experiência a mais que Marlon, o zagueiro Rodrigo Lacraia, que atualmente está na Desportiva, passou muitos anos dentro da estatísticas dos jogadores que ganham um salário abaixo da linha dos mil reais.
“Não tenho vergonha de falar, sou um exemplo de todas essas dificuldades que os jogadores brasileiros passam. Já tive dificuldades com salários muitos baixos, teve muitas vezes que nem salário tinha. Já fiquei sem lugar para morar porque não tinha dinheiro para aluguel, morei embaixo de arquibancada, morei de favor em casa de amigo. Também já vi muito amigo passar dificuldade e não ter dinheiro nem para comer”, desabafou o zagueiro de 31 anos.
Na avaliação de Lacraia, a situação só vai mudar quando a CBF der mais atenção aos times menores. “O principal foco da CBF é a Série A, que já tem clubes ricos e com estrutura. O cuidado maior deveria ser com os times pequenos, sem tantas condições. Do jeito que está, não vai mudar nada tão cedo, os jogadores vão continuar sofrendo”, concluiu.
Cenário é motivo de preocupação
O levantamento da CBF fazendo um raio-x dos salários dos jogadores profissionais do Brasil surpreendeu muitas pessoas e ascendeu um grande sinal de alerta para um problema que não ganha muito destaque na roda de conversas entre os torcedores. Um dos responsáveis na coleta dos números, que foram divulgados no ano passado e apontam o último levantamento da instituição, o diretor de Registro, Transferência e Licenciamento da CBF, Reynaldo Buzzoni, explicou como os dados foram obtidos.
Na avaliação do diretor, a CBF se preocupa com o cenário ruim dos salários do jogadores e estuda medidas para ajudar a solucionar o problema.
“Há uma preocupação com o cenário, mas esta é uma realidade do país. O futebol acaba sendo um espelho disso. A CBF trabalha como entidade organizadora, fomentando o futebol brasileiro”, concluiu o representante da CBF.
O presidente da Federação de Futebol do Espírito Santo, Gustavo Vieira, também avalia que a situação ruim dos salários dos jogadores tem relação direta com a ruim situação financeira do país.
“Esse problema é um reflexo da crise que o país vive. Assim como acontece com vários outros setores, os times de futebol também estão passando por dificuldades”, avaliou o dirigente capixaba. 
SALÁRIOS DOS JOGADORES:
Até R$ 1.000,00 23.238 (82,40%De R$ 1.000,01 até R$ 5.000,00 3.859 (13,68%)
R$ 5.000,01 até R$ 10.000,00 381 jogadores (1,35%)
R$ 10.000,01 até R$ 50.000,00: 499 jogadores (1,77%)
R$ 50.000,01 até R$ 100.000,00: 112 jogadores (0,40%)
R$ 100.000,01 até R$ 200.000,00: 78 jogadores  (0,28%)
R$ 200.000,01 até R$ 500.000,00: 35 jogadores (0,12%)
Acima de R$ 500.000,01: 1 jogador (0,00%)
TOTAL: 28.203

Gazeta Online
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador