Causos & Lendas do Nosso Futebol: Dez registros importantes do nosso futebol - Parte IV

I -  Em 10 de maio de 1934, na cidade brejeira de Esperança, nasceu o atacante Antônio Henrique Delgado, conhecido popularmente no futebol como “Delgado”. Ele vestiu a camisa dos melhores times paraibanos da época, também jogou em outros estados, inclusive fez testes no Sport Clube Corinthians Paulista. Delgado, segundo Eudes M. Toscano, no livro “Tirando de letra”, marcou 108 gols em sua vitoriosa carreira e faleceu, na década de 70, tragicamente assassinado, no centro da cidade de João Pessoa.
II –  No dia 15 de abril de 1939, na cidade de Santa Rita, foi fundado o Santa Cruz Recreativo Esporte Clube, agremiação que já revelou vários bons jogadores em suas categorias de base, tendo como destaque maior “Mazinho”, craque que foi campeão do mundo pela seleção brasileira no mundial de 1994. O tricolor canavieiro, como é carinhosamente chamado, já conquistou quatro títulos estaduais, dois na primeira  e dois na segunda divisão. Seus jogos são realizados no Estádio Virgínio Veloso Borges, o popular  “Teixeirão”
III - Em 22 de dezembro de 1947, nasceu na cidade de João Pessoa Francisco de Assis Gama, que posteriormente ficou conhecido por “Chico Matemático”. Ainda garoto, ele passou a integrar as equipes de base da Portuguesa de Cruz das Armas. Em 1969 ele já fazia parte do elenco profissional do Botafogo da capital, conquistando os títulos de 69 e 70. Foi atleta do clube até o ano de 1975, atingindo a marca de 107 gols com a camisa do time da Maravilha do Contorno; sendo até os dias atuais o seu maior artilheiro. O atacante ainda vestiu a camisa do Nacional de Cabedelo, do Guarabira e do Auto Esporte.
IV – Por duas vezes os dirigentes do Auto Esporte Clube cogitaram mudar o nome da agremiação, a primeira foi em 1953, quando tentaram modificar para Associação Esportiva do Comércio; a segunda ocorreu em 1967, quando fizeram uma fusão do clube automobilista com o extinto Esporte Clube União, nascendo dessa fusão o Auto União. Ambas as iniciativas não lograram êxito.
V - No dia 29 de novembro de 1964, com a presença do governador Pedro Moreno Gondim e do ministro José Américo de Almeida, foi inaugurado o Estádio Municipal José Cavalcanti, na cidade de Patos, com o clássico local  Nacional 2 x 1 Esporte, tendo o craque e ponteiro direito Dissor, que posteriormente foi tricampeão pelo Botafogo-PB, marcado o primeiro gol daquela importante praça de esporte sertaneja. A morada do sol, como é conhecida aquela cidade, em virtude de sua importância histórica, geográfica e política, precisa voltar a participar da primeira divisão do nosso campeonato estadual.
VI -  No final do ano de 1980, o Treze Futebol Clube, que há cerca de dez anos não conseguia ser campeão,  contratou o experiente  profissional José Santos, em seguida formou um bom elenco e conquistou de forma brilhante os títulos de 1981, 82 e 83.  Esse tri-campeonato com o Galo da Borborema, veio a somar ao extenso e exitoso currículo do Super Zé,  que já havia sido várias vezes campeão no Campinense Clube e no Botafogo PB.
VII – Em dois de agosto de 1984, do aeroporto internacional do Recife, o Botafogo Futebol Clube embarcou para uma excursão pela Europa. Foram dez jogos disputados no velho mundo, vencendo 04, empatando 03 e perdendo apenas 03. As arbitragens, o cansaço e as dificuldades estruturais prejudicaram a equipe paraibana, que enfrentou clubes como o Estrela Vermelha, da Iugoslávia, Panathinaikos, da Grécia e o Dínamo de Zagred. A delegação do belo foi composta do técnico Erandir Montenegro, os goleiros Pavão e Pedrinho, Walmir, Bitonho, Cleonaldo, Zito, Julival e Jaldo, Zé Alberto, Carioca e Carlos Roberto, Carlinhos Mocotó, Edinho, Rocha, Jorge Luis e Mariano. Chinacão foi o massagista e o Dr. Roberto Correia Lima o médico. O então presidente Geraldo Carvalho chefiou a delegação.  
VIII -  No dia 28 de agosto de 2014, precocemente,  faleceu no Hospital Napoleão Laureano Edmilson do Nascimento Trigueiro , o popular “Missinho”. Com apenas 17 anos ele surgiu no Nacional de Cabedelo, destacou-se e foi transferido para o Botafogo da capital, sendo o artilheiro do estadual de 1994, marcando 26 gols. Em 1995 ele já era jogador do Cruzeiro de Minas Gerais. Posteriormente ele jogou em várias equipes do país, tendo como maior destaque o fato de ter sido em 1999 o artilheiro, com 05 gols,  da  competição internacional denominada de  Conmenbol, envergando a camisa do CSA de Alagoas.
IX-  Em 2007, os dirigentes do Nacional de Patos, armaram  uma excelente equipe e conquistaram o título da competição estadual, tendo o centroavante  Edmundo marcado 18 gols e conquistado a artilharia do certame. Em 2009, foi a vez do Sousa, investir e formar uma equipe muito boa e também contratar o centroavante Edmundo para comandar o ataque. Novamente ele foi o artilheiro da competição  e o Dinossauro do Sertão foi o campeão estadual.
X –  No dia 03 de novembro de 2013, antes da partida que deu o inédito título ao Botafogo paraibano de campeão brasileiro da série D, ao derrotar o time gaúcho do Juventude de Caxias do Sul,  por dois tentos a zero, tive o prazer de, em nome da agremiação paraibana, homenagear os irmãos Marquinhos e Zito,  laterais que surgiram no clube, no final da década de 70 e jogaram em vários estados. Os dois craques e irmãos, filhos do também jogador Pedro Negrinho, receberam naquela oportunidade uma camisa com o seu nome gravado e um diploma de honra ao mérito.

Francisco Di Lorenzo Serpa
Membro da API, UBE e APP
falserpa@oi.com.br 
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador