SINAFEP solicita que a FPF que abra investigação sobre suposta irregularidades de dois membros



O presidente Interino do Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado da Paraíba (Sinafep), Genildo Januário da Silva, em conjunto com a Escola de Árbitro da PB e a Ceaf, encaminhou a presidência da Federação Paraibana de Futebol (FPF) um pedido de sindicância de apuração para investigar a existência - ou não - de atos cometidos por 2 de seus membros.
Jackson Reis e Gean Lima estão sendo acusados por fazerem curso de arbitragem e usarem o escudo da Sinafep sem autorização da entidade. Toda investigação vem por conta de gravações que estão circulando em rede sócias envolvendo os nomes dos membros mencionado acima.
Em nota nos meios de comunicação, o arbitro Gean Lima, nega qualquer acusação e diz que esta investigação provará sua inocência.
Leia a nota de Gean Lima:
"Venho por meio deste veiculo de comunicação comunica aos amigos que tenho em todo cariri paraibano, no brejo, no agreste e também em todas regiões da paraiba que o áudio que esta circulando nos meios de comunicação que também já chegou a Federação Paraibana de Futebol na qual eu faço parte do quadro. Que esse áudio foi citado meu dizendo que estava fazendo curso em algumas cidades e usando o nome da FPF  e vendendo os certificados. Comunico aos amigos que eu nunca usei e nunca vou usa escudo de entidade para fazer curso e também e aos demais que conhece minha índole sabe que sou transparente, só gosto das minhas coisas certas já foi aberta uma sindicância para apura os fatos. Seram apurados e vou mostra aqui a verdade como estou fazendo essa nota. agradeço aos amigos.
Já em contado com Jackson Reis, o mesmo falou que esta a disposição da FPF e do Sindicato dos Árbitros para esclarecimento.
-   Estou a disposição da FPF e do Sindicato dos Árbitros para qualquer esclarecimento e que os culpados sejam punidos e que a verdade dos fatos venham a ser revelados e que estarei também buscando os meios legais que mim é de direito para busca meus direitos até por que é o meu nome que foi citado e um homem sem reputação ilibada nada mais é que mau caráter  -  disse Jackson Reis
Também entramos em contatos com o presidente do Sindicato dos Árbitros, Genildo Januário da Silva que falou sobre o caso.
-  Estamos a alguns dias recebendo e analisando materias sobre o caso, e como até agora ninguém mim informou quem promoveu o tal curso de formação de arbitro em Campina Grande e omitiu o certificado de árbitros e sobre as colocações que fazem em relação ao Jackson, eu, por medida de segurança e para preservar a integridade moral dos mesmos, estou solicitando a FPF uma sindicância para apura estas supostas irregularidades"
- disse ele.

Martir Esportes
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador