Gato da Copa São Paulo de Juniores toma 360 dias de suspensão e R$ 500 de multa

Foto: Carlos Augusto Ferrari
O Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo suspendeu nesta segunda-feira por 360 dias o zagueiro Heltton Matheus Cardoso Rodrigues. Ele usou documentos falsos que diminuíam a idade para disputar a última edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior pelo Paulista, de Jundiaí. Também foi aplicada uma multa de R$ 500 para o jogador.
Heltton foi denunciado com base no artigo 234 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (falsificar documentos) e já estava suspenso preventivamente desde que a irregularidade foi descoberta. O Paulista estava classificado para a final, contra o Corinthians, mas foi eliminado, dando a vaga ao Batatais.
– De onde vim, bons modos foram ensinados, e desviei minha conduta. Queria pedir perdão a meu pai, familiares, amigos, pessoal de Jundiaí. Traí a confiança deles. Só queria pedir perdão às pessoas que magoei – disse Heltton, chorando muito, durante a audiência do tribunal na sede da Federação Paulista de Futebol.
No julgamento, a procuradoria pediu punição de 720 dias. A defesa conseguiu mudar a denúncia para o artigo 182, que diminui pela metade a pena a jogadores não profissionais. Segundo seus advogados, o jogador nunca teve contrato profissional com nenhum clube.
– A pena aplicada foi além daquilo que estava na denúncia. Se a lei é clara no sentido de que a pena mínima é de seis meses, ela deveria ter sido aplicada tendo em vista que ele é réu confesso, primário, que não é reincidente. A condenação de um ano não pode ser considerada vitória. Vou recorrer – prometeu o advogado Lindenberg Pessoa, da defesa do jogador.
 Logo depois do problema, Heltton recebeu a promessa do ex-jogador Vampeta de que receberia uma chance no Audax, clube que disputa a Série A1 do Campeonato Paulista. A suspensão, porém, impede que ele volte a disputar torneios oficiais. 
Entenda o caso
Derrotado na semifinal da Copa São Paulo pelo Paulista, o Batatais apresentou à Federação Paulista de Futebol uma denúncia de que um jogador do clube de Jundiaí atuava com documentos falsos. Heltton Matheus Cardoso Rodrigues vinha jogando com os documentos de Brendon Matheus Lima dos Santos e tem 22 anos e não 20, como constava nos registros da competição.
O nome Brendon Matheus Lima dos Santos é, na verdade, de um rapaz preso no Rio de Janeiro sob a acusação de roubo e tráfico de drogas. Depois de ficar incomunicável por alguns dias por conta do escândalo, Heltton reapareceu e admitiu a fraude. 

Globoesporte.com
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador