Após vitória diante do Fortaleza, meia e técnico do Botafogo-PB desabafam contra cronista cearense

Foto: Raniery Soares/ Voz da Torcida
Não faltaram ingredientes para esquentar o clima do confronto entre Botafogo-PB e Fortaleza na noite da última quarta-feira (02).
Na partida válida pela quarta rodada da Copa do Nordeste, as duas equipes precisavam da vitória. Para o Belo era jogo de vida ou morte, já que apenas uma vitória o manteria com chances de classificação. Além disso, o Leão do Pici sustentava um tabu de quase 17 anos sem perder para o time pessoense.
Após o jogo do último dia 24 de fevereiro na Arena Castelão, quando os dois times empataram por 1  a 1, um participante de um programa de TV do Ceará fez duras críticas à equipe do Fortaleza, e acabou usando termos desrespeitosos para se referir aos atletas Botafogo-PB, os chamando de refugos, entre outras palavras mais chulas.
No fim do jogo em João Pessoa. que acabou com o placar de 2 a 1 para o Belo, os jogadores do time da Maravilha do Contorno e o treinador Itamar Schulle desabafaram, e fizeram questão de responder ao cronista.
Um dos que não poupou palavras foi o meio campista Janeudo, que desabafou após a vitória.
- Nós mostramos que aqui no Botafogo-PB não tem refugo, não tem jogadores de merda, como dizem alguns da imprensa de Fortaleza que não entendem p… nenhuma de futebol ficam falando falam da gente – exclamou o camisa 10 botafoguense.
O treinador Itamar Schulle foi outro que defendeu os atletas, e até aconselhou o membro da imprensa cearense.
- Eu respeito as pessoas da imprensa. Pessoas que se preparam para ser da imprensa. Existem pessoas que não são preparadas. Existem pessoas que não são comentaristas de futebol. Tem pessoas que devem ter problemas em casa e descarregam, mas não devem descarregar. Um companheiro da imprensa de Fortaleza falou que aqui no Botafogo-PB tem refugo. Isso é ofensa para os atletas, à mim e ao clube. Aqui não tem refugo não. Aqui tem atletas sustentando suas famílias, trabalhando com muita capacidade, com entrega. Aqui tem eu, Itamar, que tenho uma família. Eu não sou refugo. Aqui existe um grupo lutando e trabalhando. Ele tem que rever as palavras com calma, com tranquilidade, porque depois que a palavra é dita, não volta mais. Isso é uma coisa que passou, e muito pequena. Só serviu para nos alimentar, nos deixar com mais fome de vencer a partida. Foi o que aconteceu. Vencemos – desabafou o técnico botafoguense.
Com quatro pontos, o Botafogo-PB ainda é o lanterna do grupo D da Copa do Nordeste, mas agora empatado com Fortaleza e River-PI. O Belo volta à campo pela competição regional na próxima quinta-feira (10), quando enfrentará o time piauiense no Almeidão.

Equipe @Vozdatorcida
Share on Google Plus

Inicio Joao Henrique

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador