No futebol desde a infância, técnico do Coríntians-RN foi roupeiro no Santos

Rogério Oliveira foi roupeiro no Santos entre 2010 e 2014 (Foto: Wellington Rocha)
As boas histórias do futebol nem sempre são feitas e contadas dentro das quatro linhas do campo, como é o caso do atual técnico do Coríntians de Caicó. Em sua primeira experiência como treinador efetivo de um clube, Rogério Oliveira já foi jogador, auxiliar técnico e carrega no currículo uma curiosa experiência. Atualmente com 44 anos, ele já foi roupeiro no Santos.
Entre 2010 e 2014 o treinador do Galo do Seridó ocupou a função de roupeiro no clube paulista atendendo ao pedido do filho do ex-jogador Pepe, Alexandre Macia. O objetivo era fazer com que Rogério ganhasse experiência para se tornar treinador futuramente, o que aconteceu primeira vez este ano, na disputa do Campeonato Potiguar.
“Estive roupeiro e hoje sou treinador. A ideia inicial foi do filho de Pepe, Alexandre Macia, que falou para eu entrar de roupeiro no Santos porque a partir daí ele me puxaria para trabalhar lá. Já tinha, inclusive, trabalhado de auxiliar com ele no São Vicente”, disse Rogério.
No futebol desde os sete anos, antes de ser treinador e roupeiro, Rogério também foi jogador de futebol até os 22 anos. Por causa de uma lesão no joelho, a carreira de atleta foi breve e teve o encerramento no seu auge, quando estava atuando pela seleção brasileira de futsal.
“Deixei de ser jogador há exatamente 22 anos. Estava jogando na seleção brasileira de futsal, mas torci o joelho, fiquei um ano parado, casado e com três filhos, então deixei”, contou.
Após o fim da carreira como jogador e antes das experiências como roupeiro e treinador, Rogério Oliveira trabalhou na escolinha do Flamengo e foi auxiliar-técnico em clubes como Matonense, Jabaquara, Portuguesa Santista e São Carlos.

Marcante
Além da experiência, Rogério afirmou que o fato de ser roupeiro o aproximou ainda mais dos jogadores, criando assim uma afinidade maior com os atletas. Para ele, o período como roupeiro foi o fato mais marcante de sua carreira.
“Estou no meio do futebol desde os sete anos, inicialmente como jogador, mas isso de ser roupeiro foi o fato mais bacana na minha carreira porque respeito muito essa profissão e aprendi muito enquanto a exercia e hoje estou aqui no Corintians”, finalizou.
Rogério Oliveira chegou ao Corintians de Caicó em janeiro deste ano ao lado de outros 16 jogadores, após o presidente do clube, Raimundo Lobão, confirmar a participação do Galo do Seridó no Campeonato Potiguar 2015.
A ideia inicial era de que Rogério fosse auxiliar técnico na equipe de Caicó, porém acabou sendo efetivado como treinador e agora tem a missão de comandar o Alvinegro no certame.

Por Miguel Medeiros 
Foto: Wellington Rocha
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador