Ministério Público e Polícia Militar divergem sobre liberação do Estádio Teixeirão em Santa Rita

Estádio Teixeirão, em Santa Rita, na Paraíba (Foto: Larissa Keren / GloboEsporte.com/pb)
Foto: Larissa Keren / GloboEsporte.com/pb
A Comissão Permanente de Combate e Prevenção à Violência nos Estádios da Paraíba fez uma vistoria no Estádio Teixeirão, em Santa Rita, na manhã desta segunda-feira. E durante a visita ao local, os representantes do Ministério Público e da Polícia Militar divergiram sobre a possibilidade de liberação da praça esportiva para sediar os jogos do Santa Cruz-PB nas disputas do Campeonato Paraibano deste ano. A decisão sobre a utilização do Teixeirão no estadual deve sair após uma reunião da comissão na tarde de hoje.
Para o coordenador da comissão, o procurador Valberto Lira, o Teixeirão ainda tem algumas restrições, como a adequação das rampas para cadeirantes. No entanto, ele afirmou que o local tem condições de receber jogos de menor porte da competição estadual.
- Nós vimos o que foi feito e o que ainda falta fazer. Mas achamos que o Teixeirão tem condições de receber jogos sim. Claro que os confrontos com Treze, Campinense e Botafogo não vão poder ser aqui, porque o local não comporta a torcida desses times. Agora, os times com um número de torcedores menor podem vir para cá. A Prefeitura já se comprometeu conosco de instalar uma arquibancada móvel para os visitantes e consertar as rampas de acessibilidade, que foram construídas de forma errada - disse o coordenador da comissão.
O representante da PM, o comandante da Polícia Montada, tenente-coronel Anchieta Leite, discorda da opinião de Valberto Lira e se mostrou contra a liberação do estádio. Enquanto visitava os locais destinados à permanência do policiamento e dos árbitros no intervalo das partidas, o comandante constatou que havia apenas um banheiro para esses profissionais. E foi taxativo:
- Para ficar ruim, isto aqui tem que melhorar muito. Tem rachaduras nas paredes, apenas uma das salas têm cerâmica e o lugar destinado aos árbitros não tem banheiro. E nos vestiários, os dois times continuam entrando pelo mesmo local na chegada e na saída do estádio. Na chegada, os ânimos ainda estão calmos. Ttudo bem. Mas na saída é diferente e pode ter alguma confusão. Pela PM, o estádio não seria aprovado. Mas a comissão é um colegiado e vamos ver o que vai ser decidido - afirmou o representante da PM durante a vistoria.
A resposta definitiva sobre a liberação do estádio deve sair até o final da tarde desta segunda-feira. Segundo Valberto Lira, a comissão vai se reunir ainda hoje, na sede do Ministério Público, para decidir o que vai acontecer com a praça esportiva.
Santa Cruz segue na expectativa
Alheio à discordância, o vice-presidente e diretor de futebol do Santa Cruz, Cesar Wellington, está esperançoso com a liberação do local para receber os jogos. Segundo ele, a Cobra Coral vai ter um ganho importante no Paraibano quando começar a utilizar o estádio.
 - Jogar aqui vai ser muito melhor para nós. Vamos estar perto da nossa torcida e a bilheteria vai ser muito melhor. Nós estamos atendendo o que nos está sendo pedido e acredito que vai ser liberado para nós jogarmos - disse o dirigente.

Por Globo Esporte PB
Share on Google Plus

Inicio Esporte do Vale

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado em breve após ser analisado pelo administrador